segunda-feira, 6 de Fevereiro de 2012

Reflexão sobre a experiência de aprendizagem em PPeL

Experiência de Aprendizagem em Processos Pedagógicos em eLearning (PPeL)

Como último desafio da unidade curricular Processos Pedagógicos em eLearning lecionada pelo professor José Mota, impõe-se a elaboração de uma reflexão sobre a experiência de aprendizagem ao longo do semestre.

As unidades temáticas abordadas: A Pedagogia em eLearning, Práticas Pedagógicas em eLearning e Desenho da aprendizagem online, possibilitaram-me identificar de forma clara e precisa aspetos basilares à pedagogia do eLearning, distinguir, selecionar métodos e técnicas de ensino online de acordo com os objetivos de aprendizagem, assim como desenvolver competências práticas no delineamento de situações de aprendizagem online devidamente sustentadas ao contexto específico.

As diferentes temáticas incidiram no estudo e reflexão individual e trabalho colaborativo permitindo experienciar diferentes metodologias, possibilitando-me ter uma opinião mais sustentada acerca das mesmas.

O contrato de aprendizagem, as orientações detalhadas da atividade em curso e com especial atenção, a prontidão de feedback dado por parte do professor a todas as solicitações da comunidade são aspetos que destaco como fator fundamental e motivador no desenvolvimento das diferentes atividades.

As atividades foram à medida que o semestre avançava, tornando-se mais exigentes, contudo mais práticas, dinâmicas e mais desafiantes, permitindo consolidar e aplicar conhecimentos e competências práticas. Destaco em particular a atividade 2 e atividade 3: realização de uma entrevista a um professor/formador em contexto online e a conceção de um curso online, não só pelo desafio, e que desafio!, mas também pela forma subtil que o professor nos propôs sair da zona de conforto.

Com a colega Débora, desenvolvi a temática II e III, e juntas conseguimos superar vários contratempos: entrevista a Stephen Downes, confirmada e marcada “quase” no imediato, organização da informação recolhida nas diferentes entrevistas e pesquisa, seleção e análise de diferentes recursos exigiu um investimento de tempo superior ao que inicialmente tínhamos previsto. Para desenhar o nosso curso online, exploramos as funcionalidades de três plataformas: CourseSites, Scoology e o FreeMoodle, sendo a nossa escolha o FreeMoodle, por já nos encontrarmos familiarizadas com a plataforma, no entanto após pedido de permissão o acesso foi recusado levando-nos a escolher o CoureSites, que numa primeira fase levou o “desenho” do curso na plataforma se tornasse mais moroso e desmotivante! Quando refiro desmotivante, não me refiro à plataforma em si, ao fim de algum tempo de exploração os resultados eram já visiveis, mas sim pelo fato de nos sentirmos mais confortáveis na plataforma do Moodle. Talvez consiga explicar esse sentimento com uma frase “…algumas, às vezes estamos motivadas para estarmos desmotivadas” Vieira (2012). De repente, voilá pedido aceite  … apesar do trabalho já desenvolvido optamos pela plataforma FreeMoodle, não por conforto como inicialmente, mas por uma questão de tempo.

A avaliação contínua é outro aspecto, que me parece importante destacar como fator importante ao longo da unidade curricular, sendo que a breve avaliação descritiva do desempenho na respetiva tarefa, permitiu-me trabalhar aptidões essenciais de melhoria.

Bem… já estou a ficar com saudades!!! Agradeço a todos os colegas a ajuda e colaboração e um bem haja para o professor José Mota ;-)

1 comentário:

  1. Boa tarde Carla Cardoso

    No âmbito do mestrado em Ensino da Informática, foi-me solicitado o estudo do Twitter em contexto educativo. Será que me pode ajudar?

    o meu email é: ribeiropaula@gmail.com

    ResponderEliminar